quinta-feira, 22 de setembro de 2011

1 ano na Irlanda, o que aconteceu?

Olá!!!

Nossa, UM ANO! Exatamente a essa hora, um ano atrás eu estava colocando meus pés em solo irlandês sem fazer ideia do que viria pela frente. Era o começo de um sonho se realizando e com ele muitas coisas boas, outras nem tanto, muitos desafios e muitas lições. Um novo mundo se abria diante de mim, era como nascer do novo, só que grande! Um novo idioma faria parte da minha vida e foi assim que eu vim, preparado para o que a Ilha Verde tinha guardado para mim.
Esse um ano daria um livro, mas eu só tenho um post para compartilhar com vocês e eu relembrar os acontecimentos mais relevantes nesse último ano.

A chegada depois de looooonga viagem e sem ideia do que viria pela frente.
Depois de 1, 2 e até 3 despedidas, um voo praticamente eterno e toda a ansiedade, insegurança e tudo mais, o que mais queremos é chegar em casa, mesmo que essa seja por apenas alguns dias. De cara eu não tinha traslado, muito menos residência. Esse foi o primeiro problema mas que foi resolvido e em dez tinha eu  já tinha uma casa alugada onde estou até hoje. De lá para cá foram várias decepções com empregos que não me pagaram, com outros que só querem explorar estudantes. Fiz grandes amigos, conheci muitas pessoas dos quatro cantos do mundo e do meu país também, muitos dos quais já se foram.

Os primeiros meses foram os mais difíceis, no começo tudo é novidade e para está no Brasil fica a saudade, a mãe que chora, o peso nas costas da saída até a chegada aqui. Mas nem tudo foi legal e depois de 3 meses eu desanimei, já não sabia mais o que fazer mas persisti. E com exatos 5 meses eu encontrei um emprego "de verdade", o qual só aguentei ficar um mês, tal era o tratamento  de escravo rei que tínhamos lá. E se tivesse que voltar, eu voltaria. Ao menos tinha tentado! Mas enfim, com mais um tempo encontrei  a vaguinha tao esperada onde estou até hoje, e feliz!

Um dos meus maiores desafios foi aceitar meu sub-emprego, a gente vem preparado para o que der e vier, mas eu não aceitei de cara ser housekeeper. Eu não me conformava, não queria e pensava que se fosse o caso, eu também voltaria. Sem contar que no Brasil eu só levantava caneta e me esforçava apenas para traduzir e/ ou interpretar. Aqui eu tenho que fazer camas, passar aspirador e deixar os quartos impecáveis para os hóspedes. O resultado é que aos poucos eu fui aprendendo, me virando a aceitei meu emprego! Hoje eu já dou até treinamento. Ok, continuo no sub-emprego, mas isso só me fez crescer! Hoje eu me vejo como uma pessoa madura e estou pronto para quaisquer desafios que apareçam. Eu aprendi algo que eu nunca fiz do zero e hoje eu me orgulho de saber limpar, de saber de virar, de pagar meu aluguel, minhas contas e poder comprar as minhas coisas, viajar, foi minha plena independência que eu conquistei.

Aprendi a lidar mais com as pessoas, respeitá-las mais, compartilhar mais. A gente aluga casa e divide para baixar o aluguel, embora não divida meu quarto a casa é área comum. No começo é tudo tão legal e seus amigos acabam sendo sua família. Aos poucos é natural (e eu quis assim) ir se desligando do Brasil, das pessoas no Brasil e se adaptar à sua vida na Irlanda. Porém nem tudo é perfeito e os atritos acontecem, seja pelo lixo, pela louça, pelas contas, pelo aquecedor, pelo barulho. E a gente tem respeitar, falar e essa relação acaba terminando em briga ou aquela amizade tão forte se desgasta em pouco tempo. A gente sofre, passa por situções difíceis, fica de escanteio, param de falar com você e vendo sua cara todo dia. Mas passa e tudo volta ao normal (ou não) e a experiência de vida fica! Mas nem tudo é 'negativo', fazemos grandes amigos que levaremos para sempre, que são como irmãos, que estão sempre ali para ouvir, para conversar, para dar conselhos e até dar aquele sermão e às vezes você é quem faz a vez de irmão mais velho. Até o desapego a gente pratica, nossos amigos brasileiros ou não, não tem o mesmo objetivo que você. Uns ficam mais, outros menos e quem fica aprende a lidar com sentimentos como saudade, tristeza e solidão. A vida é assim, e aqui é mais ainda.

Como intercâmbio são altos e baixos, eu tive vários altos voos. Tive a oportunidade de fazer algo que gosto muito: Viajar! Em um ano apenas estive na Escócia, na Inglaterra (duas vezes), na Espanha e na Irlanda do Norte. Além de ter ido para o interior da Irlanda e visitado alguns pontos próximos de Dublin. E foi pouco! Ainda tem muito para conhecer ;)

E o inglês, melhorou?
Acho que essa é a pergunta que não quer calar! Bom, eu estudei inglês no Brasil por cinco anos consecutivos, sendo que três foram na faculdade de Tradução e Interpretação. Eu me formei e vim melhorar, em vez de aprender a falar inglês, porém há sempre o que aprender, saibam disso. Eu me virei muito bem aqui e com o tempo eu fui aprendendo novas palavras, expressões, aguçando o ouvido e falando com mais naturalidade, sobretudo depois que comecei a trabalhar. Hoje eu sei que melhorou muito, MAS eu perdi a noção do quanto melhorou por usá-lo diariamente. Às vezes é difícil entender o que eles falam, especialmente quando são nativos, mas TV, rádio ou quando falam comigo eu entendo muito bem. Talvez saindo daqui por uns dias para um país que não fale inglês, eu perceba melhor o avanço. Portanto, tenha amigos brasileiros SIM, mas faça o possível para praticar o seu inglês em outros ambientes.

Hoje eu estou mais feliz aqui do que com os dias da minha vida monótona que era no Brasil. Em um ano, apenas um ano, tudo isso e muito mais se passou e passou voando. Minha mãe sempre disse que o mundo ensina, e ensina mesmo! Eu estou aprendendo e tirando nota alta (eu acho! rs) e por isso, eu bati o martelo e resolvi: Fico aqui na Irlanda!

Eu termino o post em um dos meus locais preferidos um ano depois, Howth.
Agora, mais do que nunca, me considero cidadão do mundo!

Para quem quiser acompanhar:

Até a próxima!

13 comentários:

Tarmann disse...

Olá Sávio! Parabéns pelo blog, é muito legal poder viver um pouco dessa experiência através dos blogs dos intercâmbistas.

Gostaria de convidá-lo para um grupo no facebook onde estamos compartilhando blogs e criando discussões sobre intercâmbio:

https://www.facebook.com/cointercambio

Se puder divulgar no seu blog, seria legal, já que vamos sortear um vale viagem em breve. =D

Se quiser conhecer meu blog:

http://mundoa2.com

Grande abraço e boa sorte!

Vanessa Weck disse...

Eeeeeeeee!
PARABÉNS!!
ão lembro se já comentei no teu blog, mas sempre vejo.
Tenho o sonho de conhecer a Irlanda, morar e estudar aí... Quem sabe um dia...
Enquanto isso, acompanho "as aventuras" de vcs e vou aprendendo sempre coisinhas novas sobre a Ilha Esmeralda!

Anônimo disse...

Sávio,

Que legal ler esse teu post, de verdade. Me emocionei e tentei me ver daqui a um tempo. Vou só ano que vem, mas ler isso que tu escreveu só da mais coragem de ir, se arriscar, cair e voltar de cabeça erguida. Tudo pelo amadurecimento, crescimento, aprendizado.

Parabéns e boa sorte nos teus próximos tempos na Irlanda, tire proveito de tudo que a terra verde pode te dar ainda ;).

Beijos, Marcelle

Anônimo disse...

Vou me aproveitar também de você um pouco hehe.

Estou quase certa em escolher a English in Dublin, mas estou
procurando alguém desesperadamente [hehe] que possa me dar informações
da escola.
Que tenha estudado a pouco tempo lá ou que ainda esteja estudando,
pois sei que ao longo do tempo diversas coisas mudam nas escolas.
Gostaria de saber se tu tem alguém para me indicar ou algo assim.
Tentei entrar em contato com algumas pessoas mas não obtenho retorno.
A minha agência só me forneceu um contato interno, ou seja, uma
funcionária da escola e não acho isso confiável para me tirar dúvidas
cruciais, claro que ela vai fazer o máximo para reter a maior
quantidade de estudantes possíveis.


Se tu puder me ajudar fico muito grata.

Marcelle

Sávio disse...

Olá Tarmann!

Obrigado pelo comentário! Já dei um 'Like' na sua página. Parabéns e obrigado pelo post!

Passe-me seu email, por favor. Podemos conversar sobre o sorteio e assim fazer um post, o que você acha?

Ótimo blog! Adicionei ao meu blogroll, ok?

Abraços

Sávio

Sávio disse...

Olá Vanessa!


Obrigado pelo comentário e pelos parabéns! Vocês me dão muita força, fico feliz de tê-los como meus companheiros de intercâmbio!

Com certeza um dia você estará aqui curtindo o ventinho gelado da ilha esmeralda =)

Abraços

Sávio

Sávio disse...

Olá Marcelle!


Isso mesmo! Não desanime nunca, esse é o maior conselho que posso dar a alaguém quer vir! Eu vim e viria tudo de novo!

O amadurecimento, crescimento e tudo mais não tem preço, só estando aqui para saber! Espero ver você fazendo dessas as suas palavras, ok?

E sobre a sua dúvida da English in Dublin, eu nãoconheço ninguém que tenha estudado lá, mas dê uma lida nesse post da Tarsila do Vida na Irlanda, com certeza te ajudará.
http://www.vidanairlanda.com/2010/07/estudar-na-irlanda-english-in-dublin.html

Obrigado pelos votos e precisando de algo, já sabe ;)

Abraços

Sávio

Felipe A disse...

Eaeee Savio...legal o post e fico feliz que tenha dado td certo ai pra vc...nao sei se lembra mas ja deixei um comentario logo quando descobri seu blog...da ultima vez que comentei p/ agora posso dizer que te conheço bem, pq li todos os posts e continuo acompanhando..haha....valeu pelas informaçoes e o tempo que voce dedica aos leitores do seu blog...

Esse ano me formo em engenharia...e ano q vem pretendo embarcar nessa...estou naquele processo de decisão...destino...escola....etc..

Se vc puder dar alguma informação dos empregos por ai..agradeço...

enfim... boa sorte e parabens!

Abs

Sávio disse...

Olá Felipe!

Obrigado por acompanhar a minha epopeia na Irlanda hehe

Empregos andam difíceis, mas não impossíveis. Os empregos que consegui sempre foram sem indicação. Mandava meu CV, entregava nas ruas, ia nas entrevistas. Enfim, eu arrumei sem indicação mas esse é um fator que ajuda muito ;)

Uma das ideias (e foi o que abriu as portas) foi fazer trabalho voluntário.

Resumindo, não está fácil. Mas também não está impossível. Engenharia é uma área em alta, pode ser que você consiga algo na área.

Qualquer coisa, só avisar!

Abraços

Sávio

brenda coelho disse...

oi, eu TAMBÉMvou pra irlanda daqui alguns meses, me receberia ai pra me apresentar as coisas? haah bjoos adorei seu blog

Sávio disse...

Ola Brenda,

Desculpa a demora em responder, quando recebi seu comentario estava em Nova York. Infelizmente nao poderei te receber na Irlanda pois acabo de retornar ao Brasil. Mas aproveite, eh uma experiencia maravilhosa!

Abracos

Marcondes

Matheus Brito disse...

Gostaria de saber se vc ficou mais de um ano na Irlanda e se ficou, como fez para conseguir o visto ?!

Sávio disse...

Ola Matheus,

Eu fiquei 3 anos na Irlanda, nesse post http://irishexp.blogspot.com.br/2011/09/renovando-seu-visto.html eu falo sobre a renovacao do visto. Tenha em mente porem que o valor atualmente nao sao €150 mas €300 por cada GNIB.

Boa sorte

Abracos

Savio